CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Senado pode votar proibição de prisão administrativa a PMs e bombeiros

Na justificativa do projeto, os parlamentares afirmam que a Constituição de 1988, que encerrou o regime ditatorial, não contemplou policiais e bombeiros militares na garantia de direitos

08/12/19, 19:31

O
Senado pode votar esta semana um Projeto de Lei (PL) que extingue a prisão administrativa de policiais militares e bombeiros como punição para transgressões disciplinares. O projeto está na pauta de votações do plenário para a próxima terça-feira (10) e foi relatado pelo senador Acir Gurgacz (PDT-RO).

O projeto propõe que essas corporações sejam regidas por um código de ética e disciplina, aprovado por lei estadual específica. Além disso, esse código de ética deve regulamentar o devido processo administrativo-disciplinar, definir as sanções disciplinares e vedar a restrição de liberdade.

O PL foi apresentado originalmente na Câmara, em 2014, pelo deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG) e pelo então deputado, hoje senador, Jorginho Mello (PL-SC). Na justificativa do projeto, os parlamentares afirmam que a Constituição de 1988, que encerrou o regime ditatorial, não contemplou policiais e bombeiros militares na garantia de direitos.

“A cidadania ainda não chegou para os policiais e bombeiros militares. Isto porque, a partir de decretos estaduais – flagrantemente inconstitucionais – mantêm-se a pena de prisão para punir faltas disciplinares, sem que seja necessário sequer o devido processo legal. Basta uma ordem verbal do superior hierárquico”, justificaram os parlamentares no PL.

Gurgacz acredita que o projeto valoriza o trabalho do policial, mantendo-os mais tempo em serviço. “Não é correto uma punição por algo simples, que acontece em quartéis, e tira a possibilidade de eles estarem atuando. Com isso, estamos atualizando essa lei, dando uma importância maior para os policiais militares e para os bombeiros”, disse o senador para a Agência Senado, quando o projeto foi apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça, em 2017.

O projeto foi aprovado na Câmara em outubro de 2015 e seguiu para o Senado. Depois de uma longa tramitação, ele foi incluído na ordem do dia do Senado.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
19/01/20, 20:00 | POLÍTICA - Nazismo bate à porta do Supremo Tribunal Federal
19/01/20, 19:28 | MEIO AMBIENTE - Pesquisa na Amazônia analisa importância da biodiversidade
19/01/20, 19:07 | SEGURANÇA - Forças policiais com helicóptero vão para fronteira após fuga de 75 presos
19/01/20, 19:03 | CULTURA - Governo Bolsonaro coloca em risco o Anima Mundi, maior festival latino-americano de animação
19/01/20, 18:54 | CRIME - Policiais serão investigados após matarem cinco em Manaus
19/01/20, 14:07 | INTERNACIONAL - Igreja de “ungidos por Deus” mata 7 pessoas, das quais 5 crianças
19/01/20, 14:00 | POLÍTICA - Pastor pede que Deus ajude Bolsonaro a calar um pouco a boca
19/01/20, 13:51 | ECONOMIA - Paulo Guedes agora quer taxar até operação bancária pelo celular
19/01/20, 12:26 | POLÍTICA - Ministério da Educação ignorou estudantes prejudicados por erros no Enem
19/01/20, 12:07 | INTERNACIONAL - Agricultores da Índia protestam contra presença de Bolsonaro: “Corrupto e repressivo”
19/01/20, 11:58 | INVESTIGAÇÃO - Toffoli pede que PGR avalie pedido de Flávio sobre caso Queiroz
19/01/20, 11:44 | INTERNACIONAL - Hong Kong tem novos protestos e manifestantes pedem reforma política
19/01/20, 11:11 | POLÍTICA - Olavo de Carvalho: “Nunca chamei o Alvim de nazista. Chamei de maluco e trouxa”
19/01/20, 11:04 | ESTRANHO - Exclusivo: Igreja Universal cria seu exército particular com “recrutamento” de PMs
19/01/20, 09:10 | POLÍTICA - Repercute negativamente “compra e venda” de apoio político em Luzilândia
18/01/20, 20:13 | INUSITADO - Em decisão, juiz diz que o Brasil vive “merdocracia liberal neofacista”
18/01/20, 18:47 | OPINIÃO - Um nazista declarado na gestão Bolsonaro não é surpresa
18/01/20, 18:21 | ARTIGO - “Hitler em Brasília”
18/01/20, 18:09 | REPERCUSSÃO NEGATIVA - JORNAL FRANCÊS DISPARA: Alvim não é o único “Goebbolsonarista” no governo brasileiro
18/01/20, 17:41 | SEGURANÇA - Polícias mudam rotina para se adequarem à Lei de Abuso de Autoridade
18/01/20, 17:24 | POLÍTICA - Fala nazista de secretário é “o que Bolsonaro já repetiu inúmeras vezes, mesmo antes da eleição”, diz Estadão em editorial
18/01/20, 17:09 | DENÚNCIA - Queiroz é homem de Bolsonaro e Flávio só presta favor ao pai, diz jornalista que escreveu livro sobre o governo
18/01/20, 15:52 | MOVIMENTO - Servidores definem calendário de luta contra desmonte do serviço público
18/01/20, 15:46 | POLÍTICA - Bolsonaro é chamado de traidor após sanção do fundo eleitoral
18/01/20, 15:40 | POLÍTICA - Prazo para eleitor regularizar título para a eleição 2020 termina em maio
18/01/20, 15:36 | EDUCAÇÃO - Toffoli equipara teto salarial de universidades federal e estadual
18/01/20, 15:27 | EDUCAÇÃO - Até 30 mil alunos podem ter sido prejudicados por falha na correção do Enem
18/01/20, 15:23 | POLÍTICA - Lula posta foto com Flávio Dino e joga pá de cal em crise com PCdoB
18/01/20, 15:06 | POLÍTICA - Com a terceira esposa, Bolsonaro diz que presidência é igual casamento “de quatro ou oito anos”
18/01/20, 10:44 | POLÍTICA - Áudio de Zambelli sugere compra de votos na reforma da Previdência
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site